Os 6 melhores pontos turísticos de Salvador na Bahia

Os 6 melhores pontos turísticos de Salvador na Bahia

Praias de Salvador


São tantos os pontos turísticos de Salvador que, para não criar intriga e você achar que estamos dizendo que um é melhor que o outro, o que vai abrir a nossa lista de melhores pontos turísticos em Salvador são as praias da capital baiana. São cerca de 50 km de extensão de praias em Salvador e que, neles, você encontra opções para todos os gostos, das mais tranquilas às mais agitadas. Confira abaixo algumas das melhores praias de Salvador: 

Praia Porto da Barra: uma das mais conhecidas praias de Salvador. Pequena em tamanho e enorme em beleza, a praia é cercada por igrejas históricas e possui águas claras e calmas que são ótimas para banho. A Praia do Porto da Barra ainda oferece uma vista única da Baía de Todos os Santos, um dos mais conhecidos pontos de Salvador. 

Praia do Farol da Barra: casa de um dos cartões-postais mais famosos de Salvador (leia mais sobre o Farol da Barra abaixo), a Praia do Farol da Barra, além de ser um dos pontos mais visitados pelos turistas, oferece águas que mais parecem piscinas naturais em maré baixa, bares e restaurantes ótimos para todos os gostos e, de quebra, fica também ao lado do Morro do Cristo, onde existe uma imagem do Cristo Redentor e é ponto de encontro de muitos moradores e turistas para acompanhar o pôr do sol.

Praia de Ondina: localizada em uma das regiões mais nobres de Salvador, a Praia de Ondina oferece ótima infraestrutura para os turistas, além de ser uma ótima praia para quem gosta de banhos de mar e de praticar mergulho. Um calçadão ótimo para exercícios físicos completa o cenário, ideal para quem deseja uma praia que oferece de tudo um pouco.

Praia de Itapuã: mais famosa praia de Salvador, Itapuã é dona de uma das paisagens mais bonitas do litoral brasileiro. Águas verdes, pedras, coqueiros, areias claras e o Farol de Itapuã são algumas das atrações da região, que é muito frequentada por quem busca piscinas naturais ideais para os que gostam de águas calmas e cristalinas.

Praia da Armação: ideal para quem gosta de surfe, a Praia da Armação não é muito procurada para nado e, por isso, costuma ser uma das mais vazias de Salvador. Com fortes correntezas e muitas ondas, é para lá que você deve ir se sua viagem começar com uma prancha no teto do carro.


Pelourinho

Você não pode nem pensar em visitar Salvador e não conhecer o Pelourinho. Coração da Bahia e o centro da cultura afro-brasileira, o Pelourinho é reconhecido mundialmente por suas ladeiras, Casarões coloridos, igrejas, lojas, praças, restaurantes e museus. 

A partir de 1950, o Pelourinho sofreu com a migração de atividades econômicas para outras regiões de Salvador, transformando o bairro em um ponto marginalizado da capital. Mas foi neste período que o Pelourinho passou a se firmar como um local de moradia popular e casa da cultura negra de Salvador.  

A partir dos anos 1980, com o reconhecimento da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura como um Patrimônio Histórico e, dos anos 1990, com a revitalização da região e de seus Casarões, o Pelourinho se transformou no que é hoje: um dos principais pontos turísticos e de reconhecimento histórico do Brasil.

Composto por ruas estreitas com calçamento em paralelepípedos, marca registrada da região, o Pelourinho é um verdadeiro centro cultural que oferece diariamente inúmeras atrações artísticas e musicais típicas da Bahia. 

É lá que se apresenta o grupo Olodum, conhecido em todo o país como um dos principais blocos carnavalescos do Brasil e que, além disso, é também uma ONG de extrema importância do movimento negro brasileiro.


Elevador Lacerda


Primeiro elevador urbano no mundo, o Elevador Lacerda é um meio de transporte para os moradores e uma das atrações mais visitadas por turistas em Salvador. Ele surgiu como uma forma de ligar os planos separados por uma grande escarpa e que, na época, era um verdadeiro problema para Salvador, que se expandia para o Sul do município. Uma comunicação rápida e confortável entre os dois níveis era mais do que necessária e, por isso, surgiu o projeto de Antônio de Lacerda, que foi quem, posteriormente, deu nome ao projeto.

Inaugurado em 1873, o Elevador Lacerda surgiu como o mais alto do mundo, com 63 metros de altura. A estrutura toda conta com 72 metros de altura e duas torres: uma que sai da rocha e perfura a Ladeira da Montanha, equilibrando as cabines, enquanto a outra, mais visível, desce até o nível da Cidade Baixa. 

Com uma viagem que custa apenas R$ 0,15, você poderá aproveitar por 30 segundos uma vista única para a Baía de Todos os Santos, o Mercado Modelo e o Forte de São Marcelo. São cerca de 28 mil pessoas circulando pelo Elevador Lacerda diariamente, o que significa cerca de 900 mil passageiros por mês em um dos principais pontos turísticos de Salvador. 

Aproveite para registrar algumas das mais belas fotos do cartão postal de Salvador!


Farol da Barra


O Farol de Santa Antônio, mais conhecido como Farol da Barra, se firmou ao longo dos anos como um dos principais pontos turísticos de Salvador. Construído em 1698, é também um marco histórico por ser considerado o mais antigo farol do continente Americano. O farol mais antigo dos Estados Unidos, por exemplo, surgiu apenas em 1716. 

Construído para melhorar as condições de tráfego marítimo no Porto de Salvador, que à época era um dos mais movimentados e importantes do continente, a torre de 22 metros segue em pleno funcionamento e, hoje, é possível visitar a parte de dentro do Farol. São 82 degraus até o ponto mais alto, que oferece uma vista única da Baía de Todos os Santos.  

Os visitantes ainda podem conhecer uma exposição sobre a história do Brasil a partir do mar, já que a região de Salvador foi o principal acesso ao país durante séculos.

Há alguns anos, o bairro recebeu uma reforma em que toda a rua entre a praia e o Farol recebeu um belo calçadão com bancos e que de onde é possível apreciar a paisagem. Além disso, é do Farol da Barra que começa o circuito Barra-Ondina do carnaval de Salvador.


Igreja do Senhor do Bonfim


A história por trás da Igreja do Nosso Senhor do Bonfim tem início em meados do século XVIII. Trazida em razão de uma promessa feita por Theodózio Rodrigues de Faria, um capitão da Marinha portuguesa, a imagem do Nosso Senhor do Bonfim chegou às terras baianas em 1745, na semana da Páscoa. 

A Igreja terminou de ser construída em 1754, na Colina Sagrada do Morro Monte Serrat, um dos pontos mais altos de toda Salvador. 

As fitinhas do Senhor do Bonfim, conhecidas e buscadas por turistas de todo o país, surgiram aproximadamente em 1790. Feitas de tecidos nobres, naquela época elas já traziam frases e imagens do Santo e representavam um "pedaço" dele aos devotos.


Mercado Modelo


Maior centro de artesanato da América Latina, o Mercado Modelo é onde se pode encontrar todas as peças típicas da cultura baiana, como fitinhas do Senhor do Bonfim, patuás, berimbaus e outros instrumentos musicais, bordados e rendas, além de pimentas e temperos para todos os gostos. 

Construído em 1912, o Mercado Modelo se localizava entre a Casa da Alfândega e a Escola de Aprendizes de Marinheiros. Um incêndio destruiu o local em 1969 e, com isso, houve a mudança para a Praça Cayru, em 1971. Destruído novamente por outro incêndio em 1984, uma nova reforma foi realizada no Mercado e que, com a qual, foi reforçada sua estrutura para a prevenção de incêndios. 

Com uma história de superação, o Mercado Modelo se tornou um dos pontos mais visitados de Salvador e que deve fazer parte de todo roteiro turístico na capital baiana.


Gostou das dicas? Confira agora uma lista de casas e apartamentos para aluguel de temporada em Salvador! Não deixe para a última hora, afinal, a capital baiana é uma das mais concorridas em qualquer época do ano!


Preços para Aluguel de Temporada

Clique e confira o preço médio