Além das praias, conheça os melhores passeios de Florianópolis

Além das praias, conheça os melhores passeios de Florianópolis

A cidade de Florianópolis, popularmente conhecida como a Ilha da Magia, oferece praias para todos os tipos de gostos: surfistas, crianças, idosos, os que gostam de lugares mais agitados, os que preferem regiões mais desertas. Todos encontram seu point ideal por lá! Floripa é, tradicionalmente, um dos destinos mais cobiçados durante as férias no Brasil, mas também é uma cidade que atrai muita gente fora de temporada. Abaixo, o blog do Casa Temporada separou para você os 4 melhores passeios em Florianópolis, que farão com que você se apaixone pela Ilha da Magia. Encontre agora centenas de casas e apartamentos para aluguel de temporada em Florianópolis!

Aproveite e confira também uma lista com as 5 melhores praias de Florianópolis. Não deixe de incluí-las em seu roteiro!


Ilha do Campeche


Localizada na região Sudeste da Ilha de Florianópolis, a Ilha do Campeche passou a ser de fato um ponto bastante explorado pelos turistas há poucos anos. Com águas tão cristalinas que mais parecem com o mar do Caribe, é lá que se encontra um dos mais ricos e preservados ecossistemas do Sul do Brasil, ideal para quem busca um contato intenso com a natureza. 

Considerada por muitos uma das melhores praias de Florianópolis, é necessário salientar que, durante a alta temporada, há um limite de 800 visitantes ao mesmo tempo na ilha.  

A cerca de 1,5 km da ilha está a Praia do Campeche, um dos principais pontos para a prática de surf na cidade de Florianópolis

Em julho de 2000, a Ilha do Campeche foi tombada como Patrimônio Arqueológico e Paisagístico Nacional pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Ou seja, há quase 20 anos existem regras que visam a preservação do conteúdo histórico e natural da ilha. 

Ao chegar à ilha, os visitantes são recebidos por uma série de monitores, que passam diversas informações sobre a região e algumas regras a serem seguidas, como a proibição de acampar e acender fogueiras na ilha, ou utilizar aparelhos de som na praia. Outro fator importante é que por lá você deve tomar conta muito bem de seu próprio lixo, já que são poucas as lixeiras espalhadas pela ilha. Leve sempre uma sacola para não deixar nada para trás! 

Existe apenas uma opção de alimentação na ilha, que é um restaurante especializado em frutos do mar e que funciona apenas nos meses de maior movimento. 

Com cerca de 1,5 km de extensão e 500 metros de largura, a pequena Ilha do Campeche é um dos pontos de maior interesse turístico de Florianópolis. O único trecho de praia da Ilha, conhecido como Praia da Enseada, conta com cerca de 400 metros de extensão e oferece águas cristalinas aos visitantes. 

Com costões que a protegem de ventos e de costas para o mar aberto, as águas desta pequena praia são, na maioria das vezes, calmas e propícias para banho de qualquer pessoa. É comum encontrar cardumes de pequenos peixes nadando entre os turistas. 

Há também a possibilidade de fazer trilhas na Ilha do Campeche, sendo uma terrestre e outra subaquática. O acesso à trilha terrestre deve ser feito sempre com a presença de um monitor. Já a trilha subaquática acontece apenas nos meses de maior movimento na ilha, e nela é possível ver peixes, estrelas do mar e outras espécies aquáticas.

Como chegar à Ilha do Campeche

O acesso à ilha pode ser feito pela Barra da Lagoa, Praia da Armação ou Praia do Campeche sendo, cada uma, organizada por uma associação com valores e horários diferentes. 

A visitação pode ser feita durante o ano inteiro, diariamente das 9h às 17h, mas há chance de ela ser cancelada devido ao mal tempo, já que o único modo de chegar à ilha é através de embarcações.


Projeto Tamar


Criado em 2005 para minimizar os efeitos da pesca predatória sobre tartarugas marinhas que passam pela região, o Projeto Tamar de Florianópolis é um daqueles passeios que quem ama a natureza não pode deixar de fazer. 

O projeto nasceu no final da década de 1970, quando estudantes da Faculdade de Oceanografia da Universidade Federal de Rio Grande iniciaram estudos que mostraram que as tartarugas eram mortas basicamente por pescadores e, dessa forma, elas estavam começando a lidar com a extinção. Foi então iniciado um projeto de conscientização sobre esses pescadores e mostrado a eles outra forma de renda, de modo que as tartarugas passaram a ser vistas com outros olhos. 

Diversas cidades do Brasil abrigam uma unidade do Projeto Tamar, mas a de Florianópolis merece destaque por ser uma das que, além de fazerem o trabalho de preservação das espécies, é utilizada como forma de mostrar mais sobre o Projeto e angariar fundos para a continuação dos trabalhos. 

A visitação acontece das 9h30 às 16h30, e o valor dos ingressos é relativamente barato, não ultrapassando, normalmente, os R$ 15. Durante o dia, diversas atividades são feitas, especialmente voltadas às crianças, para mostrar como é a rotina de uma tartaruga. Na "Hora do Banho", por exemplo, é possível tocar nos cascos das tartarugas enquanto elas são limpas. durante as atividades, os monitores explicam como são os cuidados com as tartarugas e por que a preservação delas é tão importante, além de falar também sobre as cinco espécies de tartarugas marinhas encontradas no Brasil. É um ótimo passeio para as crianças, que aprendem desde cedo a importância de cuidar dos animais, mas também para qualquer pessoa que goste da causa!

Há ainda diversas explicações sobre lixos que são jogados no mar e acabam engolidos por tartarugas, e o quanto isso é prejudicial para as espécies, e uma loja que comercializa produtos do Projeto Tamar e que ajuda com a manutenção de todas as atividades. 

Como chegar ao Projeto Tamar de Florianópolis ?

O Projeto Tamar funciona na Barra da Lagoa, na Rua Professor Ademir Francisco. Há um estacionamento em frente ao local, com um preço que, normalmente, é mais alto que o próprio valor do ingresso. Crianças de até 1,20m não pagam a entrada, que varia entre R$ 7,50 e R$ 15.


Centro Histórico de Florianópolis


A maior parte dos turistas pode pensar que Floripa oferece "apenas" belas praias, mas se você é daqueles que adora conhecer a história dos lugares que visita, o Centro Histórico de Florianópolis deve fazer parte do seu roteiro. 

O Centro é relativamente pequeno e pode ser muito bem explorado em poucas horas. Por isso, você não deve se arrepender de separar uma manhã ou tarde para passear por lá. O tour pode começar na Praça Fernando Machado, onde está localizado o Memorial ao Miramar, um monumento em homenagem ao velho Trapiche Municipal Miramar, que localizava-se no mesmo local há décadas. Na época, o mar ainda chegava até onde hoje é o Mercado Público, e servia como um ponto de acesso às embarcações. Na mesma praça existe uma estátua do Coronel Fernando Machado, morto durante a Guerra do Paraguai. 

Mais à frente está a Praça XV de Novembro, a mais tradicional da cidade e onde o bandeirante Francisco Dias Velho fundou a Vila Nossa Senhora do Desterro e, então, deu-se o surgimento da cidade. A famosa Figueira Centenária de Florianópolis também está nesta praça. A praça possui ainda monumentos em homenagem a heróis de guerra e a personagens históricos da cidade, como o poeta Cruz e Sousa, o pintor Vitor Meirelles e o fundador da imprensa em Santa Catarina, Jerônimo Coelho. No entorno da praça você também poderá conhecer diversas edificações históricas, como a Galeria de Arte Municipal e o prédio dos Correios. 

No alto de uma escadaria, ainda na Praça XV de Novembro, está a Catedral Metropolitana de Florianópolis, erguida em 1678 e considerado patrimônio tombado pelo estado e município. 

Em frente à catedral está o Palácio Cruz e Sousa que, por décadas, foi a casa do governo de Santa Catarina, além de ter recebido visitas dos imperadores Dom Pedro I e Dom Pedro II. Atualmente, é lá que funciona o Museu Histórico de Santa Catarina. 

Há ainda calçadões históricos no Centro da cidade e diversos comércios locais de muita qualidade e variedade de produtos, e o Mercado Público de Florianópolis, construído em 1898 e que oferece diversas lojinhas, bares e empórios. O Centro de Florianópolis é muito rico em história e é uma ótima opção de passeio na cidade!


Ilha de Anhatomirim


Conhecer a Ilha de Anhatomirim significa que você terá um passeio repleto de belas paisagens, mas também sairá de lá com muita história para contar. Desde os tempos do início da ocupação de Santa Catarina, no século XVII, a Ilha de Anhatomirim se firmou como um local de importância estratégica, por estar localizada na entrada da Baía Norte, que separa a ilha do continente. 

Por lá existe a Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim, além de ter abrigado também um posto de controle e isolamento de doentes de febre amarela e outras enfermidades no fim do século XIX. 

Apesar de algumas histórias mais pesadas, a Ilha de Anhatomirim também oferece uma biodiversidade maravilhosa que atrai milhares de turistas durante a alta temporada. O passeio pode ser feito através de escunas que podem ser contratadas nas praias do Norte de Florianópolis, e também na parte continental da cidade.

Gostou das dicas? Compartilhe este post com seus amigos e familiares e comecem agora a planejar suas férias na Ilha da Magia! Encontre centenas de casas e apartamentos para aluguel de temporada em Florianópolis aqui no Casa Temporada. Melhor site de Aluguel de Temporada do Brasil.

Preços para Aluguel de Temporada

Clique e confira o preço médio